Arquivo para novembro, 2004

Cabelo na sopa

A sopa está deliciosa
enquanto não se percebe o cabelo
quando este é detectado
nojo, cuspe, catarro, enterro

Carta

O amor é o que me faz feliz. E não há motivo pra viver se não for pra ser feliz.

Mas eu me sinto sozinho. E a vida parece confusa e sem sentido.
Mas eu vejo que é besteira pensar assim. Porque você está comigo, sim.

Mas às vezes eu sinto muito medo, porque não te encontro em lugar nenhum.
Mas eu vejo que é besteira pensar assim. Porque você está comigo, sim.

Decaptados com os pés na lua

Cabeça na terra e os pés na lua.

De que adianta a voz? Eu prefiro a boca.
De que adianta a foto? Eu prefiro o corpo.
De que adianta o nome? Eu gosto é da presença…

Ouvir

Gostaria de escrever sobre coisas bonitas de se ouvir. Mas agora nem eu quero me ouvir…

Enquanto você estiver vivo, alguém nunca vai voltar. E quanto mais forte é o querer, maior é a velocidade com que a verdade bate na sua cara. Nunca mais é nunca mais.

Arrependimento não mata. Por isso eu estou vivo.

Infelizmente eu vou ter que te dar uma notícia muito triste. É até difícil pra mim dizes isso. Mas o seu discman não tem conserto.

Elas são macias
Elas se dissolvem

As lembranças…

elas são difusas
elas são confusas
elas iludem
elas envolvem

Amor é implosão.

Olhei pra ela e fiz algo que sempre quis: percebi que era feliz.

Pode estar certo que não
tempos difíceis virão

Trash Total

Os gênios produzem algo que faz sentido. Eu produzo simplesmente lixo.

A solidão é o castigo que se tem por querer ficar sozinho amém.

O amor é legal porque transforma pessoas normais em superstars. Pessoas reais em algo mais.

O pessimista decepciona-se antes. O otimista decepciona-se depois. E o leitor decepciona-se agora.

Os publicitários não são espertos. Nós é que acreditamos em propaganda.

Porque quando eu vi já não era mais assim. Quem eu queria tanto, agora fugia de mim.

Você é tão importante pra mim quanto o cálcio é pros meus dentes. Então, por favor, não me deixe faltar cálcio…

Tu és princesa de encantos
que espalha no ar a beleza
as dúvidas faz levitar
e o incerto torna certeza