Archive for the ‘Poesias?’ Category

felicidade baixou de preço

felicidade baixou de preço! agora até cabe no bolso aquele bolso do lado esquerdo daquela camisa da banda que eu gosto

Precaução

Pra não sentir sua falta, nem vou te conhecer.

Adeus

meus zumbis, meus fantasmas, minha carne fraca
os preconceitos, o que eu não posso, o medo de tudo
orgulho bobo de abaixar a cabeça
satisfação de vítima, não poder fazer nada
a infinita fraqueza
as cenas de sempre e sempre e
sempre repetidas
o que merecia ser dito e não foi, a falta de coração, a confusão
pensamentos contidos
pesadelos vivos
arrependidos

Vocês sabem, são muito importantes pra mim…
Me de desculpem por abandonar vocês aqui.

Cuidado, Sandy

A Sandy tem um e cinquenta
Eu tenho um e noventa
eu fico aqui pensando comigo:
será que ela aguenta?

Sandy, você tem um e cinquenta
Eu tenho um e noventa
eu fico aqui, pensando comigo:
será que você aguenta?

assim espero

minha alma é uma peneira
mesmo assim, continua inteira
em algum lugar

Sem chão

Se o chão cair
talvez eu voe

Não se apoie na porta do trem

Não se apóie na porta do trem
Você pode cair, se ferir, machucar-se
explodir, desintegrar, queimar no fogo do inferno

Cuidado com a distância entre o trem e a plataforma

Plano de saúde

Baby, vou te falar, eu estou apaixonado
e cada vez que eu te vejo, eu perco a concentração
Você mexe com o meu estômago e o meu coração

Baby, eu vou te confessar
quando eu te vejo me dá até vontade de cagar
e só de ouvir o seu nome, fico com falta de ar

Baby, por favor me escute
vou te mandar a conta do meu plano de saúde

Baby, eu preciso te contar
você apareceu até na chapa da minha lombar

Baby, por favor me escute
vou te mandar a conta do meu plano de saúde

Se eu encontrasse Jesus

Se eu encontrasse Jesus
pediria um autógrafo
se encontrasse a Sharon Stone
Pediria algo mais

Se eu fosse Jesus
venderia meus autógrafos
Se eu fosse a Sharon Stone
me amaria muito mais

Paranormal

se
eu fosse paranormal
eu saberia
tudo de você
se
você fosse paranormal
não precisaria
terminar de ler

terrorista

Se você soubesse o que eu penso
sairia correndo de medo

Olha

São dois mundos. O dos sonhos e os olhos abertos. Mas tem horas em que os dois se confundem. É quando você resolve abrir os olhos  e saber que eu existo. Como um filme, eu assisto. É bom ver um roteiro bem escrito. No  tempo restante, eu rezo.

Árvores e prédios numa bola de pentelho…
o mundo é um universo estreito

chove

chove na lua
chove no céu do céu da lua.

atualizar

F# C# B F#
F# E C# F#

Eu vou me atualizar
mudar meu apelido
a sala de lugar

F# C# B F#
F# E B F#
F# E B
C# B F#

Tudo é relativo

Tudo é relativo
pode ser louco ou fazer sentido
pode ser bonita pode ser feia
vai depender da quantidade de areia
QUE TEM NO SEU OLHO

Pra quem é de marte
somos de um planeta distante

Tudo é a palavra mais vaga:
quer dizer tudo
mas não quer dizer nada

clichê

Céu amor coração você
só faz me lembrar de clichê

Princesinha do azulejo

E B C#m A

Verso

Quando você vai ao banheiro
com vontade de cagar
eu fico aqui imaginando
a minha princesinha se borrar

Eu penso comigo mesmo
nas carinhas lindas que você faz
pra depois eu decidir
qual delas eu gosto mais

REFRÃO

Princesinha do azulejo
da pintura em porcelana
me mostra o que você faz
e depois diz que me ama

Verso

Quando você vai ao banheiro
com vontade de cagar
eu quase morro de saudade
aqui fora a te esperar

mas você me surpreende
e volta contando as novidades

REFRÃO

Princesinha do azulejo
da pintura em porcelana
me mostra o que você faz
e depois diz que me ama

fim de semana

chegou o fim de semana
finalmente o fim de semana
hora de atualizar
meu relacionamento com o sofá

foi embora o fim de semana
insisti, ele não quis ficar
começou denovo o ritual
de esperar fim de semana chegar

casa vazia

lá, onde você deveria estar
encontrei porta trancada
umas janelas quebradas

eu sei…
se eu entrasse encontraria nada

lá, onde você estaria
encontrei o que não queria

porta trancada
numa casa vazia